Legging básica ou legging estampada?

Legging básica ou legging estampada? Como e quando usar?

As calças leggings conquistaram as brasileiras. A associação de praticidade e conforto fizeram desta peça um item obrigatório no guarda-roupa feminino desde a década de 1980. Porém, os modelos vêm se renovando e ocupando cada vez mais espaço nos armários e looks femininos.

A calça legging combina com uma enorme diversidade de outras peças, o que faz desta peça uma coringa, em especial as de tonalidades neutras, como pretas, cinzas e marrons.

Legging básica

 

legging básica ou legging estampada

A legging básica é ideal para as mais diversas situações, em especial pela sua sobriedade e neutralidade.

Mulheres acima do peso que desejam disfarçar a barriguinha podem optar por uma legging lisa em tons escuros, preferencialmente preto ou marrom escuro.

A legging básica é ideal para praticamente todos os cenários. Você pode utilizar uma camiseta de ginástica e ir para a academia treinar com ela, entretanto, se trocar a blusa e o tênis de treino por uma camisa mais longa e uma sapatilha você estará pronta para participar daquela reunião no escritório agendada há duas semanas com seu cliente.

Legging estampada

 

legging básica ou legging estampada

As leggings estampadas e coloridas estão ganhando espaço entre os armários femininos. Entretanto, seu uso ainda é restrito ao universo da academia e dos exercícios físicos. Por este motivo, a procura por leggings básicas continua

significativamente mais alta entre as brasileiras.

Isso não significa, entretanto, que as peças coloridas e estampadas não tenham espaço nos looks femininos.

Quando o assunto são as calças de legging estampadas, os modelos detalhados em paetês, animal print e as listradas se destacam na preferência feminina.

Usando as estampas corretamente

Mulheres com pernas grossas devem dar preferência para leggings com estampas pequenas. Em contrapartida, aquelas que possuem pernas mais finas devem priorizar o uso de leggings com estampas grandes.

As estampas grandes geram a impressão de aumento naqueles que vêem, por isso, as mulheres com pernas grossas devem evitar seu uso – para suas pernas não parecerem ainda maiores do que são. E, claro, as mulheres com pernas finas vão se beneficiar com esta estampa, que não as fará parecer tão magras.

Qual é o modelo mais amado pelas brasileiras?

Apesar do uso de legging básica ou legging estampada ser semelhante nas academias e centros de atividades físicas, a aquisição de modelos básicos é muito superior ao valor gasto com calças leggings estampadas. O fator mais importante associado a esta diferença é a utilização de cada um dos modelos em outros contextos, para além do universo fitness.

As mulheres podem fazer uso de leggings estampadas em outros locais, entretanto, o cuidado com a composição do look e o contexto geral da situação são muito mais específicos. Por este motivo, o mais comum é a aquisição e utilização de leggings básicas e, em geral, em tons neutros. As cores mais procuradas pelas mulheres são:

  • Preto
  • Tons escuros de cinza
  • Tons escuros de marrom
  • Azul marinho

Compondo looks com uma legging

O cuidado mais importante no momento de compor um look com legging é deixar os decotes avantajados de lado e optar por camisas que cubram o quadril. Desse modo, você estará elegante sem exagerar, ficando bem longe da tão temida vulgaridade.

As melhores opções de camisas para compor um look com legging são t-shirts amplas e compridas, tais como:

  • Blazers
  • Cardigãs
  • Jaquetas curtas

Outra alternativa que vêm se mostrando muito aceita é a sobreposição de saias, vestidos e shorts à calça legging.

Ao compor um look com uma legging e uma bata comprida, o uso de um cinto largo para demarcar a cintura é um detalhe que sofistica a composição geral. Aposte sem medo em looks nesse estilo.

Quais os melhores sapatos para looks com uma calça legging?

 

What-to-Wear-with-Black-Jeggings

Sandálias e scarpins alongam a silhueta, sendo uma excelente opção para looks veranis com uma legging.

Entretanto, looks mais noturnos ou invernosos podem exigir o uso de sapatos mais fechados e quentes. Se você optar por uma bota de cano alto, o mais interessante é utilizar uma legging não totalmente ajustada à perna.

Sapatilhas e ankle boots agregam romantismo ao look, sendo escolhas perfeitas para eventos tanto diários quanto noturnos. Ressalta-se, entretanto, que o uso de legging com estes sapatos tendem a deixar a estatura menor. Por este motivo, mulheres baixas que gostariam de disfarçar esta característica devem dar prioridade para composição de looks com tons próximos, a fim de alongar e equilibrar o visual.

O que achou do conteúdo? Que tal escolher uma legging que seja a sua cara e compor aquele look arrasador?

Pin It


Mesh – O que saber sobre esse look?

Peças fitness furadinhas – Conheça as principais vantagens do tecido que bomba nas academias!

 

mesh

 

O mesh é aquele tecido todo furadinho, sabe? Esse mesmo! Aquele tecido que traz um ar de “tela” para as roupas. Apesar de gerar a impressão de estarmos na beira da praia por ser semelhante à algumas saídas de banho, faz anos que peças com este detalhe estão passando bem longe dos litorais.

O mesh dress ficou conhecido nas passarelas. Entretanto, assim como a maior parte das aplicações da alta moda, o tecido deixou de ser uma exclusividade das modelos e chegou ao cotidiano urbano com força e, claro, com adaptações para a nossa realidade.

É notável que o mesh está amplamente associado ao universo fitness. O uniforme dos atletas das décadas de 1980 e 1990 eram confeccionados, basicamente, com este tecido todo furadinho.

Por que este tecido furado via laser é tão utilizado nas academias e práticas de exercícios físicos? Quais são suas principais vantagens? Descubra tudo sobre as roupas com mesh aqui. Boa leitura!

Principais vantagens das roupas fitness com mesh

O grande diferencial da telinha é seu conforto, sem nenhuma dúvida. Mais agradável que qualquer outro tecido para atividades físicas, peças com confeccionadas em mesh ou com detalhes deste tecido garantem que o suor seja evaporado com maior facilidade e em maior quantidade.

Estas roupas também auxiliam a flexibilidade e, consequentemente, a performance durante a prática dos exercícios. Tudo isso devido ao conforto que o tecido oferece.

Algumas empresas vêm produzindo roupas de mesh com proteção ultravioleta. Assim, o uso do mesh está sendo associado não somente ao conforto e praticidade, mas também ao cuidado com a pele e com a saúde.

Destaca-se que a utilização destas peças não reduz a necessidade do uso regular de protetor solar. Entretanto, o uso de bonés, camisetas ou leggings com mesh auxiliam o produto na proteção contra os raios solares.

Composição de looks

 

43eca5295023736811fdb88aa49d962aÉ possível fazer uso de roupas com mesh fora das academias e de contextos de atividades físicas, apesar deste ser o ambiente onde looks com este tecido são mais comuns.

Mesmo em outros ambientes, o grande conselho é puxar o look para o lado esportivo. Looks estilo esporte social são amplamente aceitos e, inclusive, considerados extremamente sofisticados por algumas profissionais da moda.

Quando o contexto for realmente academias e práticas de atividades físicas, há aquelas mulheres que não gostam muito do mesh por expor demais seus corpos. Para estes casos, é possível compor looks para os exercícios com peças que possuam detalhes em mesh, mas que não sejam totalmente confeccionadas com este tecido. Lembre-se que o mais importante é se sentir seguras e confortáveis, ok?

Outro cuidado interessante no momento de construir o visual com telinha é atenção aos exageros. Aquelas mulheres que estão acima de seu peso devem tomar mais cuidado, por mostrar tudo. Nesse sentido, vale novamente a dica de dar preferência para roupas com detalhes neste tecido. Assim você estará aproveitando todos seus benefícios sem se sentir desconfortável com isso.

O que achou do conteúdo? Que tal deixar um comentário para continuarmos conversando?

 

Pin It


Legging no trabalho – Apropriado ou não?

Posso usar legging no trabalho?

 

pode usar legging no trabalho? Como usar calça legging dicas

 

A legging é uma das peças do guarda roupa feminino que mais cresce na popularidade das mulheres. Diversas fãs relatam que a principal vantagem desta peça está em seu conforto associado à versatilidade.

Extremamente comum no mundo fitness, a legging é a primeira opção quando se busca por uma roupa apropriada para atividades físicas.

Com toda esta popularidade, muitas mulheres estão buscando extrapolar com as barreiras da academia e fazer uso desta peça em outros contextos, em especial em sua rotina de trabalho.

Considerando a carga horária cada vez mais alta dedicada ao trabalho, não é surpresa que as mulheres busquem por roupas confortáveis e, ao mesmo tempo, belas para passar a maior parte de seus dias.

Veja aqui como utilizar a legging no trabalho.

Qual legging escolher?

Existem diversos modelos e estampas de legging. De modo geral, as mais populares são as peças com estampas abstratas ou alegres e as peças com cores sólidas, seja ela alegre ou neutra.

Para a realização de atividades físicas, não há muita regra. Desse modo, você pode adquirir e fazer uso daquelas peças que achar mais atrativas e bacanas. Porém, quando falamos de trabalho, o ideal é optar por modelos que transmitam a imagem que você quer passar ao seu chefe, clientes ou colegas.

Para não ter erro, a melhor opção é utilizar uma legging preta básica. Esta estampa é discreta e, dependendo do restante do look, é possível que seus colegas sequer percebam que você fez alguma alteração no vestuário laboral.

Caso seu trabalho esteja associado com atividades diferenciadas ou ao ar livre, você poderá optar por modelos mais alegres sem prejuízos.

De modo geral, professoras de educação infantil, profissionais criativas (social midia, designers, publicitárias…) ou profissionais autônomas com pouco contato direto com clientes têm maior liberdade para utilização de cores e estampas diferenciadas. Nesses casos algumas roupas de academia até cabem no figurino.

No caso de dúvidas, as leggings pretas básicas ou, ao menos, com cores neutras como cinza ou marrom, costumam ser uma excelente escolha.

Como combinar a legging no look de trabalho?

 

legging-no-trabalho

 

A combinação do look é certamente mais importante que a decisão de usar ou não uma legging no trabalho. Isso porque, dependendo da composição do look a legging pode ser uma aposta acertada ou pode causar grande constrangimento no ambiente profissional.

Tenha em mente uma ideia básica: seriedade. Você está indo trabalhar, e não praticar os exercícios físicos da semana.

Compor a legging com uma blusa lisa e, preferencialmente, de cores neutras é a melhor opção. Independente da estampa da legging, a blusa lisa trará um ar de seriedade e comprometimento para seu look.

Pense nisso: uma legging básica preta e uma blusa branca pode ser confundido com um look clássico, além de ser extremamente confortável. Agora, caso você opte por uma legging diferenciada, com listras ou estampas, uma blusa neutra continuará valorizando o look. Nesse segundo caso, a composição da legging diferenciada com uma blusa neutra quebra o “festival de cores” da peça inferior e traz sobriedade para o resultado final.

Ouse com blusas estampadas apenas quando a legging selecionada por lisa e, preferencialmente, na cor preta. Legging estampada com blusa excessivamente chamativa transformará seu look numa árvore de Natal e, provavelmente, acarretará piadas ou constrangimentos desnecessários.

Com a estampa selecionada, vamos à segunda questão da blusa: seu tamanho.

Uma das características marcantes da legging é o molde que esta faz das pernas, do quadril e do corpo de modo geral. Inclusive, este é um dos fatores que a faz tão confortável: ela molda-se perfeitamente ao seu corpo.

Ótima para momentos de atividade física, esta opção pode ser arriscada para o cotidiano profissional. Por este motivo, escolha blusas mais compridas para compor o look juntamente com a legging.

Uma legging preta e uma blusa delicada e comprida pode causar uma excelente impressão entre seus colegas, seu chefe e seus clientes. Cuide com as estampas e com o tamanho da blusa. O uso de legging no trabalho está liberado, desde que com bom senso e cautela.
O que achou do conteúdo?

Estas dicas foram úteis para você?

Que tal deixar um comentário com as suas experiências envolvendo esta peça tão popular e divulgar estas sugestões entre suas amigas?

 

Pin It


Alongamento Consciente – pratique essa ideia

Alongamento Consciente elimina tensões e traz de volta a funcionalidade ao corpo

O Alongamento Consciente tem uma proposta bem interessante e hoje você vai conhecer aqui no blog. Alongar-se é essencial para manter um corpo funcional e minimizar os problemas causados por sedentarismo, traumas, lesões, esforço repetitivo laboral ou envelhecimento. Há quem fuja do alongamento porque acha que as movimentações são repetitivas e pouco eficientes, mas e se os exercícios fossem combinados em uma aula motivante, segura e efetiva que visasse melhorar a flexibilidade e a capacidade de relaxar, além de eliminar tensões e reorganizar a postura?

Alongamento Consciente - pilates

“O Alongamento Consciente é um moderno trabalho corporal que abrange aspectos físicos, emocionais e espirituais do indivíduo. Baseado na milenar cultura oriental, de onde vêm suas mais sutis e efetivas práticas, ele melhora as funções músculo-articulares, harmoniza os fluxos energéticos do corpo e reestrutura tanto o equilíbrio físico quanto o mental”, explica Inelia Garcia, que criou a metodologia quando cursava sua faculdade de Educação Física e usou seus conhecimentos em dança, yoga, técnicas terapêuticas e artes marciais para se recuperar de uma lesão.

Indicações do Alongamento Consciente

De acordo com a especialista, os exercícios de Alongamento Consciente são também indicados para amenizar e eliminar as tensões e dores acumuladas, restabelecer a normalidade do tônus muscular, melhorar a circulação e a mobilidade, bem como estabilizar as articulações, resgatar a harmonia e trazer de volta a funcionalidade ao corpo. “A metodologia qualifica e melhora os programas de exercícios voltados para a saúde, bem estar, fitness e performance. Como ela utiliza poucos acessórios, pode ser praticada em academias, clubes, spas, empresas ou até mesmo em casa”, conta Inelia

Alongamento Consciente Pilates

Como é a aula de Alongamento Consciente?

A aula de alongamento pode utilizar bolinha de tênis, acqua tubo adaptado, tira de alongamento ou faixa elástica com medidas e intensidades variáveis que possibilitam trabalhar diferentes graus de flexibilidade de acordo com o nível de cada aluno, seu controle, coordenação, equilíbrio e consciência corporal. Isso faz com que a prática seja eficiente e segura tanto com exercícios mais fáceis e leves quanto para aqueles com maior carga e complexidade.

O Alongamento Consciente trabalha com diversos públicos e objetivos, portanto é indicado tanto nas aulas de ginástica para a terceira idade, na ginástica rítmica e dança para crianças e adolescentes quanto para treinamento de atletas, ginastas e bailarinos profissionais. “Para os idosos, por exemplo, o alongamento diário ameniza a rigidez matinal e valoriza a melhora da funcionalidade e autonomia. Para as crianças, ele trabalha adequadamente a flexibilidade a fim de auxiliar no desenvolvimento psicomotor e no processo de crescimento. Já para os adultos sedentários, o alongamento consciente ajuda a controlar as tensões do dia a dia, melhorar a circulação e os parâmetros da saúde”, conclui Inelia Garcia, diretora técnica da rede The Pilates Studio Brasil (www.pilates.com.br), que conta com 47 unidades no Brasil, entre studios próprios e franqueados, 4 em Portugal e 2 no Chile.

Pin It


Bella Falconi – Quem é e por que segui-la?

Bella Falconi nasceu no interior de Minas Gerais e cresceu em Belo Horizonte. Nutricionista e musa fitness, Bella não foi regrada e disciplinada com seu estilo de vida sempre.

Conheça um pouco da história desta musa e inspire-se. Boa leitura!

 

A vida de Bella Falconi

 

Bella Falconi

 

Sem qualquer contato com o universo da saúde e sabendo apenas que não queria trabalhar com ciências exatas, Bella Falconi começou a graduação de Direito aos 18 anos. Com o decorrer dos estudos, percebeu que aquilo não a satisfazia. No 8º semestre da graduação, Bella larga os estudos e se muda para os Estados Unidos.

Bella Falconi passa por diversos trabalhos no exterior. Buscando ascensão profissional, a futura musa possuía rotina alimentar e de sono totalmente desregrada. E a rotina de atividades físicas? Nem existia.

Chegava cedo ao trabalho e trabalhava até muito tarde. Muitas vezes sem café da manhã, Bella almoçava quando tinha um tempinho e, de modo geral, substituia alimentos bem preparados e saudáveis por lanches rápidos e industrializados, normalmente ricos em açúcares e gorduras.

Comprovando que magreza não é sinônimo de saúde ou bem-estar, em apenas dois anos com essa rotina Bella não tinha energia para nada. Sempre cansada e com intensas dores de cabeça, a musa descobriu que estava com o pedra nos rins e colesterol alto – e, claro, autoestima baixa. Cheia de celulite e com o corpo flácido, Bella estava com a saúde toda debilitada.

Com a rotina e a saúde totalmente desregrada, o que levou Bella Falconi a mudar de vida e se tornar a musa fitness que inspira mulheres do mundo todo?

A virada de Bella Falconi

Diana Monteiro, musa fitness e amiga de Bella, a inspirou a mudar de vida. Diana deu algumas dicas de alimentação e estilo de vida, que Bella Falconi levou a sério.

Com as dicas iniciais, Bella deu seguimento aos estudos sobre o universo fitness por conta própria. A musa leu sobre nutrição holística e seguiu cada nova dica rigorosamente.

Em seis meses, Bella e todos ao seu redor começaram a perceber os resultados. Apresentando dicas nas redes sociais, a musa fitness começou timidamente a inspirar pessoas em todo o mundo.

Com o sucesso nas redes sociais e o carinho de seus seguidores, que começaram a reconhecê-la na rua, Bella percebeu que precisava de três pilares para dar continuidade a sua proposta de ajudar os outros com seu exemplo:

  • Autenticidade: Bella afirma que compartilha nas redes não apenas seus sucessos, mas seus fracassos também
  • Informações relevantes e de qualidade
  • Novidades

Foi com este objetivo que Bella Falconi estudou e se graduou em nutrição.

Como Bella Falconi transformou sua vocação em profissão?

Já formada, atualmente a nutricionista mais conhecida no mundo fitness faz mestrado em nutrição aplicada na Northeastern University, nos EUA. Percebendo sua vocação para ajudar os outros, Bella também atua como life coach e ministra palestras motivacionais em vários lugares do mundo, principalmente no Brasil.

Pioneira do movimento fitness nas redes sociais, Bella lidera atualmente um time de profissionais renomados através de sua plataforma online de coaching nos EUA.

Quer conhecer mais sobre Bella?

Com autenticidade, estilo de vida saudável e dietas equilibradas, Bella Falconi publicada constantemente novidades e dicas para aqueles que desejam iniciar uma rotina mais saudável e harmoniosa.
Bella Falconi possui uma página oficial no Facebook, um blog e uma conta no Twitter e Instagram. Seguir a musa nas redes sociais é a melhor opção para aquelas que desejam ficar a par dos últimos artigos e novidades sobre:

  • Saúde
  • Bem estar
  • Equilíbrio

Além disso, existem diversas publicações sobre realizações pessoais de Bella. Além de motivação, você também encontrará entre suas publicações desmistificação sobre alguns temas relacionados à alimentação saudável.

Em sua atuação como coaching, Bella Falconi atende diversos clientes que desejam ajuda personalizada. A nutricionista cria dietas e rotinas de exercícios específicas para a realidade e objetivo de cada cliente.

Para entrar em contato com Bella Falconi e sua super equipe de profissionais, o caminho mais indicado é contato através de seu site.

Além do contato com sua equipe, no site você conhecerá um pouco mais sobre Bella Falconi e poderá ver a opinião de alguns clientes que já estão colhendo os frutos de seus esforços, sempre orientados pela musa.

 

Você já conhecia a Bella Falconi? O que acha de sua história de vida?

Deixe um comentário e marque suas amigas!

Pin It


Top 9 alimentos que combatem depressão!

Veja quais alimentos são indispensáveis na dieta de pacientes com depressão

A depressão é um transtorno mental grave.

A ciência está investindo cada vez com mais força em pesquisas para desvendar os mistérios deste diagnóstico e apresentar para a população diferentes formas de combater este diagnóstico.

Neste artigo você conhecerá um pouco mais sobre a doença mental que mais afeta pessoas no mundo e qual a importância da alimentação para o combate deste transtorno.

Boa leitura!

 

Depressão – O que é

Considerada a doença do século XXI, a depressão é banalizada por muitos. Infelizmente, ainda há quem a considere equivocadamente como sinônimo de “uma crise de tristeza” ou “drama”.

A falta de informação e a forma muitas vezes descontextualizada ou deliberadamente rasa com que as grandes mídias lidam com o tema são dois fatores muito importantes pela banalização deste diagnóstico que cresce exponencialmente em todo o mundo, inclusive no Brasil.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), maior instituição de saúde do mundo, destaca que este é um dos diagnósticos que mais cresce nas últimas décadas em todo o planeta. Como se não fosse suficiente, diversas pesquisas demonstram que a depressão é um dos maiores causadores de suicídio em todas as faixas etárias.

Comumente compreendida exclusivamente como uma doença emocional, inúmeros estudos vêm demonstrando que há outros fatores associados ao diagnóstico, como contexto ambiental e genética.

Nos últimos anos descobriu-se que os sentimentos de autodepreciação causados pela depressão não podem ser comparados com simples episódios de tristeza, ainda que acentuada. Estes estudos demonstram que pacientes com depressão tem a fisiologia de seu cérebro alterada. Com a chegada da depressão, o organismo do paciente diminui paulatinamente de produzir serotonina, substância responsável pela sensação de prazer.

A comprovação biológica das alterações hormonais nas pacientes com depressão foi fundamental para combater o estigma de que a doença é invenção ou drama. Mais que isso, estas comprovações possibilitaram a realização de estudos que busquem por alternativas práticas para o combate à depressão. Hoje existem diversos alimentos que são conhecidos por ajudar os pacientes a ter uma vida mais equilibrada e saudável.

Veja quais alimentos que combatem depressão e são indispensáveis na dieta de pacientes com este transtorno.

 

Castanha-do-pará, nozes e amêndoas

 

noz

 

Ricas em selênio, antioxidante poderoso, a castanha-do-pará, nozes e amêndoas reduzem o nível de estresse.

Estudos comprovam que na medida certa estes alimentos combatem parte do estresse causado pela depressão. O aconselhado é que seja consumido:

  • 3 unidades de castanha-do-pará por dia,
  • 5 unidades de nozes por dia, ou
  • 10 unidades de amêndoas por dia

Outra alternativa é fazer um mix ou buscar receitas com estes ingredientes.

 

Leite e iogurte desnatado

Ricos em cálcio, o consumo de leite e iogurte desnatado combate a depressão porque elimina a tensão. Além disso, o cálcio reduz a irritabilidade e nervosismo, dois sintomas acentuados em pacientes com depressão.

Especialistas orientam o consumo de, ao menos, 2 copos de leite ou iogurte desnatado por dia.

Frutas

 

alimentos que combatem depressão

 

Existem algumas frutas que auxiliam a produção de serotonina, substância responsável pela sensação de prazer. Conhecidas como agentes do bom humor, as principais frutas são:

  • Melancia
  • Abacate
  • Mamão
  • Banana
  • Tangerina
  • Limão
  • Laranja
  • Maçã

 

Desta lista, destaca-se a laranja e a maçã. Isso porque ambas fornecem ácido fólico. Estudo conduzido pela Universidade de Coimbra (Portugal) demonstrou que o consumo de ácido fólico está associado à redução de alguns sintomas depressivos.

A laranja ainda melhora o funcionamento do sistema nervoso, garante aumento de energia e combate o estresse.

A banana também é uma opção que se destaca entre as frutas quando o tema é o combate da depressão. Rica em carboidrato, potássio e magnésio, a banana é uma fonte riquíssima de vitamina B, responsável pelo aumento de energia. Especialistas afirmam que o consumo diário de banana está associado a redução de ansiedade e melhora na qualidade do sono.

Estudo recentemente publicado pela Universidade Estadual de Carolina do Norte (EUA) demonstrou que pacientes com depressão que consomem entre 3 e 5 frutas por dia sentem-se mais motivados para aderir aos tratamentos, quando comparados a pacientes com o mesmo diagnóstico que não possuem frutas em sua dieta diária.

Mel

Assim como as frutas, o consumo de mel auxilia a produção de serotonina no organismo.

Nutricionistas e nutrólogos destacam a importância das medidas, no caso do mel. O mais indicado é que seja consumido apenas duas colheres de café de mel por dia.

Rico em açúcar e extremamente doce, o consumo exacerbado de mel pode melhorar a produção de serotonina, mas prejudicar outras esferas da saúde.

Ovos

Fonte de vitaminas do complexo B, o consumo de ovo está associado com a melhora no humor. Este é o ingrediente mais polêmico da lista. Isso porque, apesar de auxiliar no humor dos pacientes, o mesmo pode acarretar outros prejuízos à saúde, como o colesterol alto.

Alguns especialistas sequer fazem a recomendação deste produto e, definitivamente, não opte pelo ovo em sua versão frita.

Caso você deseje inserir este ingrediente em sua dieta, é recomendado o consumo de apenas uma unidade por dia.

Carnes magras e peixes

 

alimentos que combatem depressão

 

Estas proteínas são ricas em triptofano. Com isso, o consumo de carnes magras e peixes auxiliam no combate à depressão porque:

  • Aumentam a produção de serotonina
  • Melhoram o humor
  • Redução da dor
  • Relaxam o corpo
  • Melhoram a qualidade do sono

Especialistas recomendam até duas porções ao dia e, possível, dando preferência aos peixes.

Chá verde

Rica em diversos antioxidantes e consumido bastante entre aqueles que desejam perder peso, o chá verde é uma das bebidas mais populares no Brasil.

O chá verde possui teanina, aminoácido relaxante que reduz o estresse.

Além de auxiliar no combate a depressão, o consumo deste chá é aconselhado por alguns especialistas como prevenção ao diagnóstico.

Preferencialmente, consuma entre uma e três xícaras de chá verde ao dia. Alguns nutricionistas relatam que o ideal é beber uma xícara dele meia hora antes de cada refeição.

Chocolate amargo e chocolate meio amargo

Desde que moderadamente, o consumo de chocolates traz benefícios irrefutáveis à saúde, de acordo com diversos estudos ao redor do mundo. Chocolate ao leite é uma excelente opção de sobremesa, desde que consumido na medida correta.

Dê preferência para as opções de chocolate amargo ou meio amargo. Eles possuem antioxidantes que freiam o dano causado pelos radicais livres e estimulam a produção de serotonina. Com redução de cortisol e melhora no humor, esta é uma das melhores opções para compor uma sobremesa saborosa e que combata a depressão.

Com cuidado na medida, especialistas relatam que é possível consumir chocolate todos os dias, porém, uma barra deve durar cerca de uma semana.

Cúrcuma

alimentos que combatem depressão

Tempero cada vez mais popular no Brasil e já conhecido no mundo inteiro, a cúrcuma previne diversos transtornos mentais e emocionais.

Com potente ação anti-inflamatória, estudo conduzido pela UVM (Universidade do Vale do México) demonstrou que o consumo de refeições com cúrcuma está associado a prevenção de alguns tipos de câncer.

Com efeitos no sistema nervoso e no cérebro, a inserção da cúrcuma na dieta previne o estresse, a ansiedade e a depressão.

Diferente do restante dos alimentos, a cúrcuma é um tempero. Nesse sentido, não há uma dosagem exata para o seu consumo. O tempero pode ser adicionado nas refeições conforme o paladar de cada um. O tempero vem sendo inserido no preparo de carnes, principalmente carnes brancas. Isso porque, além do sabor, a cúrcuma auxilia no visual do prato, pois empresta sua coloração amarela às carnes.

 

O que mais fazer para combater a depressão?

A alimentação equilibrada e montada com o objetivo de combater a depressão é um aliado fundamental para o tratamento e superação desta doença que captura cada vez mais vítimas em todo o mundo, de acordo com diversas pesquisas nos mais variados países, como:

  • Brasil
  • Estados Unidos
  • Argentina
  • México
  • Espanha
  • Itália
  • Portugal

Outro cuidado que já mostrou sua potência na redução dos sintomas de depressão são os exercícios físicos. De modo geral, os estudos que demonstram a importância da alimentação também relatam que a dieta equilibrada e a prática física em conjunto são mais eficientes que apenas um dos dois.

Entretanto, mais que isso, a depressão é uma doença real e extremamente grave. A Organização Mundial de Saúde (OMS) já apresentou diversos números alarmantes sobre o impacto desta doença em todos os continentes e a quantidade de doenças que vão à óbito devido a este diagnóstico anualmente.

Se aproximando cada vez mais das crianças e adolescentes, não há idade imune a depressão. Nesse sentido, vale a pena ler mais sobre o tema, ficar a par dos sintomas principais e, sempre que necessário, buscar ajuda profissional.

Os psicólogos são os profissionais mais bem formados para atender pacientes com depressão. Dependendo da gravidade do caso, pode ser necessário associar a psicoterapia psicológica com tratamento medicamentoso, recomendado por um médico psiquiatra.

 

Você conhecia os benefícios de todos estes alimentos?

Que tal deixar um comentário com sua opinião sobre estes ingredientes e divulgar estas dicas entre suas amigas?

 

 

 

Pin It