Mitos e verdades sobre Gluten

Gluten faz mal mesmo? Engorda? O que é verdade e o que é mentira em meio a “modinha” da dieta sem gluten?

Nutricionista desmistifica as polêmicas sobre o glúten e lista os principais mitos e verdades acerca da proteína

Mitos e verdades sobre Gluten

Muito se ouve falar sobre glúten, doença celíaca e dietas radicais que excluem o consumo deste nutriente.Mas, diferentemente do movimento gluten-free propagado de maneira irresponsável por alguns influenciadores de opinião, a alimentação isenta da proteína não deve estar atrelada ao controle de peso ou ser vista como prática saudável para este fim.

De acordo com Marcela Tardioli, consultora em nutrição da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI), “restringir o glúten deve estar relacionado ao controle de alguma doença ou condição adversa ao consumo e deve adotar esta prática somente quem possui diagnóstico e recomendação médica, para que não haja nenhuma deficiência nutricional”, alerta.

Para ajudar a esclarecer sobre os riscos que envolvem o modismo, a especialista elencou os principais mitos e verdades sobre o tema. Confira:

Retirar o glúten da dieta emagrece

MITO.O glúten, de forma geral, é uma proteína encontrada nos grãos de trigo, centeio, cevada e malte e consequentemente nas preparações que contém estes ingredientes. Está associado a alimentos fonte de carboidrato, que contêm vitamina B e açúcar. Na realidade, reduzir e equilibrar a ingestão destes produtos faz com que aconteça a diminuição e o controle do peso por não haver exagero no consumo de forma geral, e não pela ausência do glúten.

É indicada a retirada do glúten da dieta em caso de doença celíaca.

VERDADE. A restrição deve ser feita após um diagnóstico médico da doença celíaca e sinais clínicos (diagnosticados) de sensibilidade ao glúten. No caso da alergia ao trigo, sua ingestão ou preparações que o contenha deve cessar. Tirar o glúten do dia a dia de forma indiscriminada ou que não seja pelos motivos citados acima, não tem respaldo da ciência.

Há relação de rotavírus com doença celíaca.

VERDADE. Estudos recentes apontaram que, principalmente em crianças, infecções frequentes e repetitivas com rotavírus podem aumentar o risco de desenvolvimento da doença celíaca em pessoas com predisposição genética. Uma das hipóteses para esta relação é que as infecções afetam a mucosa do intestino, deixando-as mais suscetíveis à doença.

Doença celíaca tem cura.

MITO. A enfermidade não tem cura, mas com a exclusão do nutriente da alimentação os sintomas já começam a desaparecer. Ou seja, é uma condição controlável, mas que deve receber atenção para o resto da vida.

Cientistas australianos e americanos realizaram alguns testes para a criação de uma vacina para doença celíaca, que visa reduzir a sensibilidade dos pacientes ao glúten. A primeira fase de testes mostrou eficácia, porém ainda existe um longo caminho a ser percorrido até que seja de fato aprovada.

Por fim, Marcela ressalta que uma alimentação saudável deve incluir todos os grupos de alimentos, como cereais, frutas, verduras, legumes, entre outros. “Além disso, entender as diferenças entre a doença celíaca, sensibilidade ao glúten e alergia ao trigo pode ajudar a identificar alguns sintomas que devem ser relatados a um profissional da área de saúde, para correto diagnóstico e tratamento”.

Pin It


4 alimentos que substituem o pão no café da manhã

Dicas de nutricionista – como substituir o pão na primeira refeição do dia!

A Equipe de nutrição do Kurotel sugere alternativas para um café da manhã mais saudável.

O café da manhã, como a primeira refeição do dia, é muito importante, pois ajuda a repor as energias gastas durante à noite e abastece o corpo para começar o dia com mais disposição. A maior parte dos trabalhos científicos relacionam que pular o café da manhã pode estar relacionado a maiores chances de obesidade. E não só isto. A qualidade do que se come nesta refeição também já foi diretamente ligado ao peso corporal.

O desejado é que, nele, estejam contidas proteínas, carboidratos complexos (ricos em fibras), gorduras saudáveis, vitaminas, minerais.

Um estudo feito com adolescentes procurou identificar os alimentos mais sacietóginos (que provocavam maior saciedade). Um grupo recebia cereal refinado adicionado a açúcar e leite, outro cereal integral com fibras sem açúcar e com leite e um terceiro grupo recebia omelete no café da manhã. O resultado é que a turma que tinha fome mais precocemente pela manhã eram os adolescentes que haviam consumido o refinado, seguido daqueles que comeram fibra. Os últimos a sentirem fome (mais de 1h depois) eram aqueles que haviam consumido ovo. Por isso, utilizar o ovo nesta refeição, pode ser algo interessante para termos em mente.

Assim, algumas possibilidades para se substituir o pão do café da manhã são:

1 – Omelete

Esta opção pode ser preparada sem gordura e é uma boa oportunidade de se agregar proteína e legumes. Para quem gosta, deve usar bastante cebola (alimento que tem bastante fibra e que dá muita saciedade) na comida. Outra forma de aumentar a saciedade é unindo a abobrinha ralada.

2- Tapioca

A tapioca contém carboidrato de baixo índice glicêmico e libera os níveis de açúcar lentamente no sangue. Além disso, é uma opção sem glúten, para aqueles que necessitam esta alternativa. Pode também ser agregado mais alguma semente na massa da tapioca para potencializar seu benefício, como a chia por exemplo. Como recheio, pode ser usado o tofu, legumes, queijos e carnes magras leves, ou ainda, nas versões doces com frutas como coco in natura , banana, morangos, adicionados à pasta de cereais natural e canela (que também é útil metabolicamente).

3- Panquecas

Panquecas integrais recheada com queijos magros ou peito de peru. Outra opção bastante interessante do ponto de vista nutricional, e também de sabor, são as panquecas de batata doce ou de inhame, que não levam nenhum tipo de farinha e podem ser recheadas com pasta de oleaginosas (como tahime, amendoim, nozes) ou cogumelos, por exemplo. Essas panquecas podem ser feitas com ou sem ovos, dependendo das necessidades individuais.

4 dicas para substituir pão no café da manhã

4- Cereais

Cereais integrais são ricos em fibras e antioxidantes. Eles dão sensação de saciedade. Podem ser misturados no leite ou em iogurtes de vaca, búfala, cabra, ovelha ou ainda de vegetais (que podem ser feito em casa) como arroz, amêndoas entre outras.

Sobre o Kurotel – Fundado em 1982 por Luís Carlos Silveira, e sua esposa, Neusa Silveira, o Kurotel – Centro Médico de Longevidade e Spa, está localizado em meio às belezas da Serra gaúcha, na cidade de Gramado. É reconhecido por promover e estimular as pessoas a se comprometerem com um estilo de vida mais saudável, motivando escolhas positivas. Valorizando a vida nos sentidos quantitativo (longevidade) e qualitativo (vitalidade e bem-estar).


 

Gostaram das dicas? Acompanha nossas dicas no blog para ter uma vida saudável! Movimente-se, coma bem, viva melhor!

Abraços da Equipe Specialità Fitness

Pin It


4 armadilhas saudáveis

Você sabia que alguns alimentos vendidos como alimentos saudáveis podem ser armadilhas para sua alimentação?

Médico Theo Webert desmistifica fama de alimentos que prometem ser aliados de uma dieta equilibrada

A desinformação ainda é a maior inimiga quando o assunto é alimentação realmente saudável. Propagandas enganosas ou até tendenciosas acabam levando o consumidor a acreditar erroneamente sobre a qualidade nutricional de determinados produtos. O alerta é feito pelo médico Theo Webert, que atua em nutrologia e qualidade de vida.

“Não é raro encontrar as cozinhas e despensas de casas recheadas com guloseimas e lanches tidos como saudáveis, mas que na verdade podem ser verdadeiros vilões em dietas balanceadas”, explica o doutor. Segundo ele, muitos pacientes que mantém uma alimentação equilibrada rigorosa acabam sendo pegos de surpresa ao descobrirem a real composição de produtos vendidos como “fitness”.

O médico elenca alguns dos alimentos que podem enganar os consumidores que procuram ter atenção maior com a alimentação:

4-armadilhas-saudaveis

1- Cereais

Os cereais matinais, por exemplo, podem liderar a lista de falsos alimentos saudáveis. E não são apenas os cereais açucarados, aqueles procurados por crianças. “Outros, como granolas, que são misturadas com uvas-passas, possuem um índice glicêmico muito alto e podem potencializar o nível de açúcar no sangue, o que não é bom para o equilíbrio corporal. A solução é sempre conferir a composição de cada marca”, explica o médico.

Theo Webert afirma que farinhas de aveia instantânea e trigo soprado possuem também índices glicêmicos muito elevados. “Se for para ingerir cereais, escolha um rico em fibras e com nozes. A gordura e a fibra retardarão o impacto da insulina no sangue”, orienta.

2- Frutas Secas

Segundo o especialista, frutas secas também carregam um alto impacto glicêmico. “Frutas secos, se não forem orgânicas, carregam uma grande concentração de pesticidas e de produtos químicos”, disse. O médico explica que a tendência das pessoas é sempre procurar as frutas secas, mas que deveriam optar pelas frutas desidratadas. “O melhor a fazer é certificar-se de que os frutos secos são orgânicos. Além disso, deve-se misturar seu consumo com gordura boa para retardar a glicemia na corrente sanguínea”, diz.

3- Produtos sem glúten

O médico ainda orienta sobre os produtos de glúten reve. Agora você vê maior espaço de prateleira em cadeias de mercearias nacionais dedicadas a produtos sem glúten. “O problema é que ninguém tem prestando atenção aos ingredientes. A solução de muitas indústrias para colocar mais sabor a esses produtores é colocar um monte de açúcar, subprodutos da soja, produtos químicos e ainda conservantes”, frisa.

4- Proteína em barra

Algumas barras de proteína acabam enganando, principalmente pelo sabor açucarado, químico. “Devemos investigar a composição de cada uma delas, pois várias possuem edulcorantes diferentes e soja na lista de ingredientes. Arrisco a dizer que muitas delas são brownies com embalagens disfarçadas. O melhor é sempre seguir a prescrição de seu profissional”.

 

 

 

 

Pin It


Método 5S para emagrecer

Já conhece o método 5S para emagrecer? Quer saber se funciona?

Reprogramação do hipotálamo – conheça o tratamento emagrecedor que age no cérebro e promete controle do efeito sanfona

Manter uma alimentação saudável e conquistar a silhueta ideal pode parecer um desafio e tanto. Mas, e se a solução para acabar com os quilinhos a mais estiver no cérebro? É o que defende o método de emagrecimento 5S. Aliando reeducação alimentar e cuidados estéticos, o método tem base em cinco técnicas que têm o objetivo de reprogramar o hipotálamo, um pequeno órgão do sistema nervoso que controla a fome, a sede e o consumo de energia.

método 5S para emagrecer

Segundo um estudo publicado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em 2009 e confirmado por pesquisas americanas em 2012, o cérebro de pessoas obesas funciona de forma diferente se comparado ao de pessoas magras, tendo como característica uma inflamação no hipotálamo – que ocorre quando há consumo exacerbado de gordura saturada. Os resultados abriram novas perspectivas terapêuticas e permitiram o desenvolvimento de tratamentos mais eficazes contra a obesidade, como o 5S.

O estudo afirma que, no longo prazo, o excesso na ingestão de alimentos ricos em gordura saturada provoca essa inflamação do hipotálamo, que passa a não conseguir fazer a leitura correta da leptina, hormônio produzido pelas células gordurosas e responsável por emitir a sensação de saciedade. Com o sistema neural descontrolado e sem sinais de saciedade, as pessoas passam a comer compulsivamente e, com o tempo, tornam-se obesas. Além da inflamação, os estudos revelaram a morte de neurônios.

Da frustração à inspiração

Após uma experiência com obesidade grau 2 e inúmeras tentativas frustradas de emagrecer, a fisioterapeuta dermato-funcional e docente Edivana Poltronieri fez uma pesquisa baseada em diversos estudos científicos e, a partir de suas conclusões, iniciou em si mesma – que àquela altura pesava mais de 90 quilos tendo apenas 1,56 de altura – um tratamento que aliava reeducação alimentar e ingestão de produtos naturais manipulados, que estimulavam a desinflamação do hipotálamo. Quando começou a perder peso, percebeu que suas teorias estavam corretas. Estava criado o método 5S. Edivana afirma que o tratamento mudou a sua vida. “Emagreci 24 quilos em três meses e desde então consigo manter o peso. Conquistei o corpo que buscava em quase toda a vida adulta e de maneira saudável, sem medicamentos ou cirurgia”.

Método 5S – Os 5 segredos e suas fases

Segundo a especialista, os cinco pilares do Método de Emagrecimento 5S são: reeducação alimentar, suplementação de vitaminas e minerais com uso de nutracêuticos, tratamento estético desintoxicante, reprogramação do hipotálamo por meio da ação anti-inflamatoria dos ômegas 3 e 9 e terapia em grupo com acompanhamento multidisciplinar de profissionais de nutrição e psicologia. Após uma avaliação corporal, determina-se a quantidade de peso a ser eliminada e então o paciente é submetido a um processo dividido em três etapas:

1. Redução de peso – Na primeira fase do tratamento, o objetivo é normalizar as taxas de insulina, diminuir a massa gorda e preservar a massa magra do paciente;

2. Manutenção – Na segunda etapa o paciente aprende a manter o peso perdido. Neste momento é feito o acompanhamento da fase intermediária da reprogramação hipotalâmica;

3. Reeducação alimentar – A última fase se baseia na reintegração do paciente à rotina, com acompanhamento e reforço dos novos hábitos adquiridos durante o processo.

O método 5S é indicado para homens e mulheres que estejam acima do IMC adequado e promete proporcionar a diminuição da massa gorda e visceral, ao mesmo tempo em que preserva a massa magra no corpo. A duração é de cerca de 90 dias e, segundo sua criadora, os pacientes podem emagrecer entre 10 e 15 quilos em um mês.

Preço

O custo do tratamento varia de acordo com a quantidade de peso a ser eliminada, sendo que o valor médio mensal é a partir de R$1.200 por mês, incluindo acompanhamento diário de nutricionista, psicóloga, tratamentos estéticos e suplementação natural.

 

Pin It


Dia da Saúde e Nutrição – alimentos industrializados x saúde

Como manter a saúde em dia frente à praticidade dos produtos industrializados?

Neste dia 31, Dia da saúde e da nutrição, é tempo de dar uma pausa na rotina e pensar nos alimentos que ingeridos diariamente e como isso reflete na saúde. Mesmo que os alimentos congelados, semiprontos e industrializados sejam os grandes aliados para ganhar tempo diariamente, a indicação é clara: “Prefira alimentos in natura”, aconselha a nutricionista Gabriella Alves, da Corpometria – Centro de medicina avançado em avaliação corporal.

Dia da Saúde e Nutrição

Em pesquisa nacional feita pelo Fiesp/Ibope, em 2010, indicou que 34% brasileiros tem propensão a escolher os alimentos de acordo com a conveniência e praticidade, seguindo a tendência mundial. Este quesito ficou a frente de confiabilidade e qualidade (23%), sensorialidade e prazer (23%) e saúde e bem-estar (21%).

Nas academias tornou-se comum a presença de comidas caseiras, segundo Talles Sucesso, professor da academia Bodytech – Lago Sul. Ao invés da alimentação pobre oferecida pelas comidas congeladas, as “marmitas” oferecem tudo o que é necessário para a prática de atividade física.

Maria Francineide, 24, optou por fazer a comida em casa. Mesmo com a rotina cheia, ela começou a fazer exercícios e sempre arruma um tempinho para preparar a própria comida para consumir durante o dia. “A minha família tem histórico de obesidade, então decidi cuidar melhor da minha alimentação e iniciei a prática de exercícios físicos”, conta a faturista hospitalar.

Algumas pessoas optam também por comprar comida voltada ao público fitness, que são comidas caseiras preparadas por empresas especializadas. “Elas são preparadas com um tempero mais saudável, com menos sódio e uma quantidade adequada de carboidrato”, destaca o personal trainer.

Plano Alimentar

A execução de um plano alimentar saudável e prático é completamente possível. “Alimentos in natura podem ser tão práticos quanto fast-foods! Há algo mais prático que uma fruta?”, questiona a nutricionista Gabriella. A alimentação equilibrada e natural fornece todas as vitaminas e minerais necessários a nutrição do organismo. Já uma alimentação rica em industrializados é limitada em nutrientes.

A indicação de Gabriella é que o consumo de comidas prontas deve ser feita somente em último caso e na hora da escolha, dar preferência aos que tem menos sódio. O segredo é que quanto maior o prazo de validade, mais componentes químicos ele contem. “Quanto maior o tempo de prateleira, mais atenção deve-se ter ao produto pois ele provavelmente contém alta concentração de corantes e conservantes. O teor de sódio também deve ser considerado, dando preferencia aos produtos com menor proporção desse componente”, adverte.

A melhor forma de obter um plano alimentar individualizado é através de um nutricionista. O profissional capacitado irá levar em consideração todas as especificidades do indivíduo e propor uma dieta que seja condizente com a sua rotina, tornando viável alimentar-se da melhor forma mesmo na rotina mais atarefada.

 

 

Pin It


4 dicas da nutricionista – Dia da Saúde e Nutrição

Nutricionista dá dicas para uma alimentação equilibrada e recomenda inserir alguns nutrientes específicos na alimentação

Dia 31 de março é comemorado o Dia da Saúde e Nutrição, data que faz parte do calendário do Ministério da Saúde e tem o objetivo de conscientizar a população sobre a importância dos cuidados com a saúde e alimentação. Pensando nisso, a nutricionista Lara Natacci, diretora da DietNet e coach de bem-estar, cita alguns cuidados que devem ser tomados para levar uma vida saudável e equilibrada. Confira abaixo:

Inclua fibras, vegetais e gorduras insaturadas no dia a dia

Fibras: opte pelas as versões integrais dos pães e massas; além de incluir aveia e outros grãos no dia a dia. As leguminosas, como feijão, ervilha, grão de bico, lentilha e soja também são opções de alimentos ricos em fibras, além das frutas, verduras e legumes. As fibras podem ajudar a deixar mais lenta a absorção dos açúcares consumidos.

Acrescentar molhos diferentes, como os à base de maionese ou azeite de oliva, pode ser um modo interessante não só para variar a maneira de consumir os vegetais, mas também de melhorar o valor nutricional da preparação, pois agrega gorduras poli-insaturadas.

Gorduras insaturadas: estão também presentes no salmão e atum, nos óleos vegetais e produtos feitos à base deles, como cremes vegetais. A inclusão dessas gorduras na alimentação pode ajudar a manter níveis adequados de colesterol.

4 dicas da nutricionista

Pratique exercícios físicos

Caminhar 30 minutos todos os dias pode ser o suficiente para trazer benefícios. Atividades físicas como caminhada, corrida e ciclismo podem reduzir o colesterol ruim e aumentar o bom, manter o peso corporal, fortalecer a musculatura, controlar os níveis de “açúcar” no sangue, regular a pressão arterial e promover liberação de substâncias que proporcionam prazer e ajudam no controle da ansiedade. Lembre-se: procure sempre a orientação de um profissional de saúde.

Modere o consumo de sal

Uma forma simples de evitar o consumo excessivo do sal é experimentar a comida antes de acrescentar mais tempero durante a preparação. Também vale retirar o saleiro da mesa, pois isso ajuda a reduzir a vontade de colocar sal no prato. Quando utilizar temperos em pó ou caldos, leia atentamente os rótulos e não adicione mais sal.

Não se esqueça dos exames de rotina

Não permita que a rotina diária o impeça de cuidar da sua saúde e fazer exames periódicos, como medir os níveis de açúcar e de colesterol no sangue, bem como a pressão sanguínea. É necessário e muito importante manter os exames em dia, realizando-os ao menos uma vez ao ano. Além disso, o acompanhamento com um nutricionista ajuda a manter uma alimentação equilibrada.


 

Conte com o blog da Specialità Fitness para ter sempre dicas de nutrição para ter uma vida mais saudável. Não somos só uma loja de roupas de academia, queremos motivar quem deseja ter mais qualidade de vida através da atividade física e uma boa alimentação!

Pin It